O Que Aconteceu com Baby Jane? (1962)

Certa vez, no princípio dos anos 60, o promissor novelista californiano Henry Farrell faz a publicação do que seria seu maior trabalho por conta de uma intrigante história de horror gótico. O curioso romance, que aborda o conflito entre duas velhas irmãs, tornou-se tão notável na época que em menos de dois anos foi lançada sua versão cinematográfica, da qual inevitavelmente surpreenderia os espectadores em busca de novidades. Isso, não somente pela envolvente trama, mas também na súbita união de Joan Crawford e Bette Davis num grande elenco. Assim, “O Que Aconteceu com Baby Jane?” surge como um ícone do suspense norte americano disputado pela rivalidade dentro e fora dos estúdios das duas maiores estrelas de Hollywood.
A produção dirigida por Robert Aldrich retrata três tempos na indústria do entretenimento ao acompanhar uma família que sobrevive da atenção do público. Tudo começa em 1917, quando a pequena Baby Jane Hudson sensibiliza fartas plateias ao apresentar seus números de garota prodígio, no estilo Shirley Jane Temple, ao lado do pai oportunista. Brevemente somos levados à era de ouro, mais precisamente em 1934 para conferir a ascensão de sua irmã, até então ignorada, ao conquistar o estrelato como atriz de cinema. Porém, o filme prevalece num período mais a frente, para discernir a fama destas duas mulheres num momento de decadência com o advento da televisão na rotina familiar.

O Que Aconteceu com Baby Jane? (1962)- Pequena Baby Jane
A pequena Baby Jane Hudson e sua versão de levar pra casa

Por um lado temos a gentil a Blanche, cujo talento foi deixado de lado após um misterioso acidente que a tornou paraplégica. Apesar do sofrimento quando criança conseguiu superar traumas e aproveitar seus momentos de celebridade. Agora o que lhe resta são as memórias e uma irmã com sanidade duvidosa para tomar conta. Do outro lado está Jane, a senhora que nunca deixou de ser a menina favorita do papai e desde então só conseguiu amadurecer a inveja pela irmã. A partir desta atmosfera o enredo na base do terrorismo psicológico se apropria do vasto profissionalismo ao considerar experiência vital de ambas com um pouco de hostilidade nos bastidores.

O Que Aconteceu com Baby Jane? (1962)- Joan Crawford
Pobre Joan Crawford entre o medo e a culpa

Joan Crawford, vencedora do Oscar de melhor atriz por Alma em Suplício (1945) e possuidora de uma carreira magnífica, divide a tela com ninguém menos que Bette Davis num momento quando a dupla não têm mais idade para ser queridinhas da América. Levando em conta que tensão hitchcockiana se mantém durante todo o longa, gradualmente expressão dos grandes e angustiantes olhos domina a atenção. Bette, depois de viver as mais variadas protagonistas, receber 2 Oscars e 8 nomeações, ainda tem vigor ao desfrutar de uma figura enérgica com um grau de crueldade que deixaria qualquer personagem má de novela das nove com inveja. Munida de figurino descaído, maquiagem carregada e trejeito psicótico, ela se destaca na obrigação de fazer o espectador sentir pena da pobre Blanche. Também não se pode desprezar a singular participação Victor Buono num papel de rapaz problemático tão convincente a ponto de merecer um filme só pra si.

O Que Aconteceu com Baby Jane? (1962)- Bette Davis
A velha Jane Hudson e sua versão que ninguém leva pra casa

Além de dramático ao questionar uma estrela à procura de um publico perdido, vide o tema também bem abordado anos antes em Crepúsculo dos Deuses (1950), sua marca registrada fica evidente pela excitante e dolorosa narrativa que se propaga nos filmes até hoje. Basta lembrar um pouco de Jane na insanidade de Kathy Bates em Louca Obsessão (1990). É comovente perceber com o passar dos anos algumas produções cada vez mais são clássicas por oferecer tantos aspectos de qualidade. Muito deles serviram como inspiração para uma vasta relação de filmes, series e novelas sem degradação da fórmula. O conjunto da obra é tão chamativo que não podemos descartar um remake no futuro, já que não estamos na era do ouro há muito tempo.

  • Título original:   What Ever Happened to Baby Jane?
  • Diretor:   Robert Aldrich
  • País:   USA
  • Categoria:   Suspense
  • Ano:   1962
  • Atores:   Bette Davis, Joan Crawford, Victor Buono, Wesley Addy, Julie Allred, Anne Barton, Marjorie Bennett, Bert Freed, Anna Lee, Maidie Norman, Dave Willock, William Aldrich, Russ Conway, Maxine Cooper, Robert Cornthwaite

Sinopse:   Bette Davis é Jane Hudson, uma artista que alcançou a fama quando menina e ficou conhecida como "Baby Jane". Agora envelhecida e distante do público há muitos anos, vive encerrada em uma mansão com sua irmã, Blanche Hudson (Joan Crawford) desde um acidente que selou a sorte de ambas, terminou a carreira brilhante de Blanche e acelerou a decadência geral de Jane. Disposta a brilhar nos palcos novamente, Jane volta à Baby Jane, passando por cima de tudo e de todos para atingir seu objetivo. A trama surpreende e mostra que, como sempre, as aparências enganam: afinal, o que terá acontecido a Baby Jane?

Escreva suas opiniões sobre o texto

Compartilhe